Essa Estranha Coisa Chamada Vida Alheia

12/12/2010


Parece até ficção, mas nem é. É só surreal mesmo.

Tenho um amigo, que atualmente tá mais pra conhecido, devido ao nosso pouco contato. Bom moço, bobinho, com um código ético vindo diretamente do século XVIII. Aquele tipo de cara que todo mundo jura que é gay, mas que é tão gay que só ele não percebe isso. Podemos até estar errados, mas… Sei lá. Já dei dicas, tentei tirá-lo do armário, mas deixei pra lá.

Ele se ‘apaixona’ por mulheres impossíveis. A ponto de já ter declarado que o sonho de sua vida é ter uma filha (tem de ser menina), mas sem o inconveniente da mulher. Já se apaixonou por uma menina que ficou doida pra dar pra ele e, por que ele não comeu? Porque ela tinha namorado. Ele saia com ela, andava pra cima e pra baixo de carro, a menina quase esfregava a dita cuja na cara dele e ele nada; chegou ao ponto de comprar uma aliança caríssima para a menina, mas não comeu porque ela tinha namorado. Quando soube que a menina tava dando pra outro (que não era o namorado), ficou puto e disse que as mulheres de hoje em dia não são confiáveis. E sofreu, sofreu e sofreu. #NósRimos

Mas eis que o que não parecia poder ficar pior, ficou. Ele conheceu uma outra menina. Crente. Daquelas que nem se depilam e devem ter uma moita debaixo do braço. A menina é casada. A menina toca na igreja. A menina é O ERRO! E o que acontece? Ele se apaixonou por ela, claro!

Se aproximaram, ficaram amigos, ela começou a reclamar do marido, do casamento, se envolveram emocionalmente. E ele comeu a menina? Não, claro, ele não faz isso.

Ele faz coisa muito pior! Ele a levou pra morar com ele, junto com a mãe e a avó. E alugou um apartamento que mantém de aparência pros crentes da igreja, pro (ex)-marido e pra família da menina. Porque os pais da garota falaram que ficar casado nem é preciso, mas divorciar-se NUNCA! Manter as aparências, a gente vê por aqui.

Detalhe importante: houve uma evolução. Eles se pegam. Sim, apenas se pegam, porque sexo convencional, órgão sexual com órgão sexual, não pode, é pecado. Mas como assim? Uai, pode tudo, menos sexo convencional. #HipocrisiaFeelings total! Claro que eu já imaginei mil coisas, né? Mas como minha imaginação, às vezes, pode ser bem cruel, eu desisti de imaginar porque não eram legais as possibilidades que eu aventava.

E como ele anda com essa história toda? Feliz da vida!

Falou, pra outros amigos em comum, que a mãe dele disse que a menina nunca mais vai sair da casa deles, afinal, ele a trata como uma princesa. Eu teria encarado como uma super indireta da minha mãe. O que ele disse?

-Mas claro que ela vai ficar comigo pra sempre. Agora ela tem referencial, sabe o que é bom, conheceu um homem de verdade.

Hum… É… Então tá…

Tenho pena. Mesmo.

Olha ali, quem tá pedindo aprovação
Não sabe nem pra onde ir se alguém não aponta a direção
Periga nunca se encontrar, será que ele vai perceber?
Que foge sempre do lugar, deixando o ódio se esconder…
Cara Estranho (Los Hermanos)

Anúncios

#FilhaDaPuticeAlheiaFeelings

29/09/2010

Existem amigos e ‘amigos’.

Eu conheço muita gente, mas meus verdadeiros amigos sabem exatamente quem são. Os demais são colegas de balada, de bagunça, circunstanciais. E, como diz Sil, amigo e guru, ‘amigo é amigo e filho da puta é filho da puta’.

Dia desses um desses amigos-filho-da-puta me chamou no bate-papo do Facebook.

FDP: Autor, quem é Rod?
Eu: Um menino que estou ficando, por quê?
FDP: Nada não, só achei bonito pelos vídeos e fotos que vi.
Eu: Interessou mesmo, heim? Mas tô ficando, sorry!
FDP: Blz… Se bem que ele nem faz muito meu tipo, é só bonitinho.

Dia seguinte, Rod, o alvo dos questionamentos, me pergunta:

Rod: Gatinho, quem é FDP?
Eu: Um colega aí, por quê?
Rod: Me add no Facebook, no Orkut e pediu meu MSN por mensagem. Agora tá aqui no bate papo do Face perguntando de onde eu te conheço e se estamos namorando.

FILHO-DA-PUTA-DESGRAÇADO-DOS-INFERNOS

Comentando com uns amigos sobre o acontecido, propus uma brincadeira: contei o milagre, mas não disse o nome do santo. Narrei o ocorrido para os TRÊS amigos em comum de nós dois e, os três, antes mesmo que eu terminasse o relato, me interromperam dizendo:

-Foi o FDP, né? Típico dele.

Me pergunto: será que ele não se dá conta de que é escroto ser tão… ele?

‘Cês me desculpem o palavrão, eu bem que tentei evitar
Mas não achei outra definição que pudesse explicar
Com tanta clareza aquilo tudo que a gente sente
A terra é uma beleza, o que estraga é essa gente…
Filho da Puta (Ultraje à Rigor)