Rotina

27/05/2009

porta-1“I should’ve drove all night,
I would’ve run all the lights
I was misunderstood
I stumbled like my words,
Did the best I could
Damn! Misunderstood.
Intentions good!!”
Misunderstood (Bon Jovi)

Levantou-se da cama e ficou admirando o outro corpo nu, adormecido sobre os lençóis de algodão. Colocou os óculos, ajeitou o cabelo e pensou:

-Putaqueopariu! Por que eu sempre me arrependo no dia seguinte de pegar esses jaburus? Maldita cerveja!

Foi até o banheiro, tomou um banho e só desejava que quando voltasse ao quarto ele já não estivesse mais lá. Mas não, as pessoas não são práticas; pelo contrário, são muito óbvias.

-A água estava boa, gostosão? Eu queria tomar um banho antes de sair.
–o outro lhe disse assim retornou ao quarto.
-Não, está gelada! Não tenho chuveiro elétrico. Melhor você tomar um banho em casa. –ele respondeu, já desejando que aquele estranho, cujo nome já nem mais se lembrava, fosse embora o mais rápido possível.

O outro fez uma cara de poucos amigos mas mesmo assim se levantou e veio em sua direção com os braços abertos, provavelmente esperando um abraço, do qual ele se desviou sem pestenajar. Sentiu nojo. As pessoas tinham cada idéia! Ele já havia feito sua boa ação, já havia transado com aquela criatura que à noite lhe parecera interessante, mas que agora, na luz do dia, apenas lhe causava repulsa.
Sem ter muito o que fazer então, o outro se vestiu rapidamente e pegou o caminho da rua, deixando antes, sobre a cômoda, um papel anotado com seu número de telefone.

-Me liga!
o outro disse.
-Sonha com isso!ele pensou.

Fechou a porta, deitou na cama, olhou para a camisinha usada no chão, para as roupas largadas, para o copo d’água ao lado do vidro de comprimidos. Levantou, pegou um, tomou junto com a água; tinha de agir antes da dor de cabeça voltar.
E tudo termina exatamente como começou… Um novo dia, uma nova promessa; o mesmo enredo. Ele não tinha jeito, era sempre assim. Será que um dia aprenderia?

Texto originalmente publicado no Mentes Discrepantes, em 10/05/2009, cujo tema da semana era ‘…e tudo termina exatamente como começou…’.
Mentes Discrepantes é um blog escrito por quatro pessoas completamente diferentes entre si que a cada semana falam sobre um assunto específico, escolhido pelos leitores do blog através de uma enquete. Textos inéditos sempre aos domingos e quartas.

Anúncios

Pensamentos Avulsos (9)

25/05/2009

nivermi“Por que é que tem de ser assim
Se o meu desejo não tem fim?
Eu te quero a todo instante
Nem mil alto falantes
Vão poder falar por mim…”
Fico Assim Sem Você
(Adriana Calcanhoto)

Por que é tão fácil brigar com quem a gente mais ama na vida?
Por que deixamos que bobeirinhas idiotas tomem proporções enormes e virem brigas colossais, daquelas que quando você chega no fim, nem sabe o motivo de terem começado a brigar?
Por que a vida não é simples, não vem com manual de instruções?
Não podia ser tudo simples assim: ‘eu gosto de você, você gosta de mim, a gente fica junto e é feliz pra sempre’?
Estou me consumindo de tanto pensar e de não achar respostas.
Acho que Drummond é que estava certo. ‘Eta vida besta, meu Deus!

E amanhã (26/05) é seu aniversário.
24 aninhos de uma vida linda de uma pessoa linda.
E eu te amo!
E te desejo tudo que eu quero pra mim e mais um pouco.
Você merece!
E estou com você. Sempre!


A Nova Colega De Trabalho

20/05/2009

marli“Ela chega com seu andar
Cansado,  desajeitado
Querendo saber se alguém a procurou
A turma logo responde,
Ela fica empolgada
‘Sabe quem perguntou por você?
Ninguém!’”
Pensamento Verde (Molejo)

O problema de se abrir processo seletivo interno na empresa e liberar para pessoas de todas as áreas fazerem é que qualquer cidadão pode passar e assumir uma vaga com a qual não tem nenhuma intimidade.
As outras duas pessoas que assumiram a mesma função que eu em minha nova lotação são um exemplo disso. De nós três, apenas eu já era da área comercial. Um veio da área de suporte de informática e pra me irritar ainda mais tem o mesmo nome que eu (mas ganhou de mim o singelo apelido de Bicheiro, pois ele é idêntico a um bicheiro de novela, bastando para visualizá-lo que você tire o palito de dentes da boca do bicheiro que você imaginou) e a outra deve ter vindo de Marte, pois ela é mais perdida que cego em tiroteio.
Chegando aqui nos deram uma ficha para que preenchêssemos com nossos dados pessoais para que ficasse tudo arquivado (não sei pra quê, uma vez que todos nossos dados se encontram no sistema da empresa). Pegamos a ficha e eram vários os itens, incluindo números de todos os documentos. Como não ando com título de eleitor, carteira profissional, PIS e afins em mãos, fiz o óbvio, entrei na intranet da empresa, fui na página do Recursos Humanos 24 Horas, acessei meus arquivos e fui preenchendo tudo.
Nisso, minha nova colega de trabalho marciana olha pra minha tela e diz:

-Como sou distraída! Eu falei que não tinha meus números de documentos em mãos e me ESQUECI que dá pra pegar isso no sistema. Vou fazer igual você!

Eu viro lentamente a cabeça pro lado e faço um a-ham.
E ela fica lá no computador durante um bom tempo, até que me chama:

-Esse computador é horrível! Não funciona nada nele! Não consigo entrar no RH.
-Vc entrou na intranet e foi pra página do RH 24 Horas?
-Fui.

Vou lá e vejo.
Ela fez exatamente assim para entrar na intranet da empresa:

Iniciar > Executar > SAC0286OutlookRH24HORAS

Eu li o que ela tinha escrito na janela do Executar e fiquei pensando: Que porra é essa?
Então eu fechei tudo que ela tinha feito, abri o explorer, entrei na intranet, fui pra página do RH 24 Horas e pedi pra ela colocar a senha, no que ela virou para mim e disse:

-Que senha? Eles mudam TUDO o tempo todo e querem que a gente saiba das coisas!

Mas tem pelo menos uns 5 anos que eu uso o RH 24 Horas e tenho minha senha, enquanto pra ela mudam TUDO o tempo TODO.
Medo desses meus novos colegas de trabalho, muito medo!


O Último Beijo

18/05/2009

lastkiss“I lifted her head, she looked at me and said;
‘Hold me darling just a little while.’
I held her close I kissed her – our last kiss,
I found the love that I knew I had missed.
Well now she’s gone even though
I hold her tight,
I lost my love, my life that night.”
Last Kiss (Pear Jam)

Se beijaram longamente.
Sabiam que seria o último beijo e queriam aproveitá-lo ao máximo.
E era realmente o beijo perfeito:  um dia de céu azul, sem nenhuma nuvem. Uma tarde de outono, temperatura amena e agradável.  Os pássaros cantando naquela praça que tantos beijos havia presenciado.  E aquela música ao fundo: Last Kiss. Pelo menos esse último beijo deles não era por um motivo tão trágico quanto o da música, mas era também muito doloroso.
Se conheciam desde a infância.  Crescerem juntos, brincavam desde que se entendiam por gente, estudaram na mesma escola.  Na adolescência, descobriram-se.  O primeiro beijo, o primeiro toque, a primeira transa.  De amigos a ficantes, de ficantes a namorados, de namorados a namorados-amigos.
Mas agora eles teriam de se separar.  Era o último momento, o último beijo.
Ele acabara de se formar e havia recebido uma proposta de emprego irrecusável na Espanha.  Seria engenheiro na sede de uma empresa de alimentos.  O pedido de casamento veio logo que soube que havia sido escolhido para o emprego.
Mas ela não aceitou.  Teve medo de largar a família, sua cidade, sua vida. Preferiu abrir mão do seu grande amor.
Ele ficou bravo, gritou, xingou.  Achou que tudo havia sido em vão.  Pensou em desistir de tudo, do sonho, só para ficar com ela.  Mas foi convencido pela família a aceitar a proposta.
Naquela manhã, acordou angustiado.  Seu vôo para Madrid seria no dia seguinte logo cedo e a saudade já era imensa em seu peito.  Ligou pra ela, marcou o encontro.  E estavam ali, na praça, apreciando seus últimos momentos.
E uma pequena lágrima escorreu pela face deles.
De quem foi?  Não saberia dizer.
Talvez fosse dele.  Talvez fosse dela.

Continho achado numa pasta quase esquecida de Meus Documentos.
Espero que sirva de distração.
Boa semana!


Fragmentos do Cotidiano (16)

15/05/2009

mundodalua“Eu vivo sempre no mundo da lua
Tenho alma de artista
Sou um gênio sonhador e romântico
Eu vivo sempre no mundo da lua
Porque sou aventureiro
Desde o meu primeiro passo pro infinito…”
Lindo Balão Azul (Balão Mágico)

O povo na minha antiga sala em Petrópolis fazendo mil planos pra quando eu fosse embora assumir a nova função no Rio.
Gente querendo meu lugar, que tem a melhor posição com o computador estrategicamente virado para a parede; o outro feliz da vida porque iria cobrir as férias da chefe no meu lugar e ganhar um mês de gratificação e por aí vai.
Eu, no auge da minha poesia, falo para todos:

-Estou me sentindo mal, expelido daqui. Vocês são maus comigo! To me sentindo um cocô.

Minha chefe tem uma crise de riso e diz:

-Anotei! Nada como se sentir um cocô pra explicar claramente como é se sentindo expelido de um lugar!

Back up do meu computador antigo no trabalho.
Mil pastas, fotos e alguns arquivos que eu nem lembrava mais que estavam lá.
Meu colega doido pra eu sair logo pra ele fazer a mudança de mesa (sim, minha mesa era a melhor, meu computador também, ah, desculpa, eu sou foda e tenho contatos! Rs) e me rodeando.
Acho uma pasta de fotos que eu não me lembrava que estavam lá, quando ele olha pra tela e diz:

-Imagens Proibidas! Gostei do nome da pasta! Tem o que aí? Todas as fotos das últimas playboys? Se quiser deixar no computador pra eu acessar eu nem vou ligar.

E eu só penso para comigo:

-Ah, se ele soubesse!

Hora da despedida do antigo emprego, abraços, choro, delicioso lanche, refrigerante, coisas do tipo.
E mil recomendações, claro!
Entre elas, a seguinte:

-Autor, se controla! Vê se tenta não ser autista pelo menos por um mês. A gente aqui está acostumado com você e suas viagens interplanetárias durante o expediente, mas lá não! O povo vai se assustar quando falar com você e quando meia hora depois se darem conta que você estava em outro planeta!


Evebody Hates Autor

13/05/2009

alvo“Eu não sei se é o meu cheiro
Que é gostoso pra danar
Até quando eu solto um peido
Todo mundo quer cheirar
Pode ser minha simpatia
O meu corpo, ou o meu olhar
Mas o fato é que eu não encontro
Quem não canse de me amar…”
Todo Mundo Gosta De Mim
(Ultraje À Rigor)

Eis que você está vivendo sua vida, feliz, preocupado com seus problemas. Você tem um namorado lindo, um emprego estável, vê que muitas coisas estão dando certo, tem planos e projetos. Tudo perfeito! Correto?
Mas isso não basta para os outras pessoas, afinal, você é um maníaco manipulador e a pior pessoa do universo inteirinho.
Sim, amigos, esse sou eu!
Lembram do famoso amigo da onça?
Ele tem atacado novamente e de várias frentes. Criando intrigas e contendas com amigos meus e até mesmo insinuando coisas para meu namorado. Não tem jeito, INVEJA é uma merda realmente.
Foi daí que eu parei pra pensar: porra, eu sou foda, né?
Só assim pra entender o que se passa na cabeça de determinadas pessoas.
Não sou santo; nem um pouco. Mas uma característica minha é ser sincero. Não sei fazer tipo e se eu não gostar de você, não vou fingir que gosto. Não gosto e ponto, cada um vive sua vida. Acho que assim é mais fácil para todos, sem desgaste e perda de tempo. Simples. E você tem todo o direito de não gostar de mim e de se afastar.
Mas o filho da puta não faz isso. O que me leva a pensar que sou muito foda!
E enquanto o infeliz está lá todo preocupado em tentar me queimar com meus amigos, estou bem, feliz e realizado, com meus amigos sempre se mostrando meus amigos e colocando esse mané em seu devido lugar. E ele, onde está mesmo? Aliás, quem é ele?
Quer me odiar? Faça-o bem e direito. Pois detesto amadores.


O Sumiço do Autor

11/05/2009

hopihari.jpg“Quebrei a rotina
E fui viajar
Buscava sossego
Um cantinho, um lugar
Em que eu e os amigos
Esquecêssemos da vida
Destino incerto…”
Vida de Marola (Sandy e Jr.)

Desde a semana passada sem atualizar e vocês podem estar se perguntando: terá sido o Autor seqüestrado? Abduzido talvez?
Não, meus amigos, nada disso. Confesso: estava aproveitando uns dias longe da minha rotina antes de começar na função nova no trabalho.
Na quinta feira à noite embarquei para São José dos Campos/SP a fim de prestigiar com minha ilustra presença o casamento da irmã da minha querida amiga Fabi. Adoro festas! E me diverti muito!
No sábado foi a vez de virar criança e conhecer o Hopi Hari acompanhado dos meus bons amigos paulistas Fabi e Mr. Angel (esse, um cordeiro… definitivamente ele decidiu ser uma boa pessoa, rs), além do meu melhor amigo que foi de BH diretamente pra Campinas comemorar seu aniversário com a gente no Hopi Hari. Adorei aquilo lá (mesmo quase tendo morrido MUITAS vezes naqueles brinquedos perigosíssimos!). De lá fui pra Campinas e fiquei na casa de Mr. Angel que foi um excelente anfitrião (com direito a fazer massagem nos pés e tudo – EXCELENTE MASSAGEM! Recomendo!).
E agora, nessa segunda feira, cá estou na minha nova função, me habituando com a nova rotina.
Pois é, meus caros, vida nova!
E até eu entrar na rotina pode ser que o blog fiquei meio bagunçado (odeio bagunça, esse povo tá quase me convencendo que tenho realmente TOC).
Mas, não reparem. Vou tentar manter a ordem por aqui.
Grande beijo!